Mulher Tempo

Precisamos de um dia com mais que 24 horas.

Quantos sapatos uma mulher precisa ter para ser feliz?

Quero conversar um pouco sobre sapatos. Não sei se vocês perguntam a razão deles serem tão atraentes. Será a história do sapato? Qual é a relação que ele tem conosco? Queria entender esse magnetismo. Decidi me aprofundar.

O primeiro par de sapatos foi criado no ano 10 mil A.C. Tinha como principal função proteger os pés.  Ninguém imaginava que um objeto tão simples pudesse ter tanta utilidade! Tudo bem que estou falando essencialmente de proteção,Sapatos como do frio, calor, pedrinhas no chão, bichos venenosos e sujeira. Portanto, sua criação se deu pela necessidade, mas acabou virando artigo de luxo, ou seja, para poucos. Sim, porque ele era artesanal.  Aí veio a necessária Revolução Industrial, no século XIX, e com ela a máquina de costura. O sapato passou a ser um objeto muito valorizado e também um artigo social. Quanto mais diferente, mais exclusivo, melhor!

Com o passar do tempo, ele virou tema de mídia. Você se lembra dos 3.000 pares da Imelda Marcos, a viúva do ex-presidente filipino, Ferdinando Marcos? E da justificativa da Fergie ao contar que tem mais de 500 pares: “sou uma garota e amo acessórios”! As mulheres têm uma queda por sapatos. Ponto final. Isso não pode ser discutido, especialmente com um homem. Eu poderia dar milhares de razões para explicar este fascínio, esta paixão. Só que estou falando de emoções! Mulheres se sentem mais bonitas, mais elegantes, sapatos fixam estilo. Sapato é democrático. Ele não deixa seu peito maior ou menor. Não engorda, não emagrece. Ele é prático, basta dizer o número! Sapato é poder, é sedução. Sapato dá briga com o marido. Ele jamais vai entender a sua fatura do cartão. E a única – e melhor – resposta que podemos dar para ele é: “Não resisti. Me apaixonei. Comprei”.

Infelizmente junto com os sapatos vieram alguns problemas. Quer ver? Como definir a quantidade de sapatos suficiente para fazer uma mulher feliz? Agora, o mais irritante: Vendedores grudentos de sapatos! Eles “quase” nos tiram a vontade de comprar sapatos. “Posso te ajudar?” parece uma pergunta gentil. Não caia nesse truque. O vendedor de sapatos é uma pessoa do mal. Ele está pronto para fazer você gastar muito mais do que podia. Ele mostra coisas que você não pediu. E depois que você já comprou três pares, ele ainda aparece com acessórios maravilhosos e caros, como as bolsas. Ainda bem que somos tão determinadas  e por isso, conseguimos entrar em várias lojas até achar o que estávamos procurando.  Só que junto com essa vontade de achar o par perfeito, cresce a nossa impaciência, inflada pelo trânsito, falta de vaga, o “flanelinha” e a hora do seu próximo compromisso chegando. Visualize a cena. Eu já tinha entrado em umas cinco lojas e não encontrava a sandália que eu “precisava”. Eu só tinha tempo de entrar em mais uma. Decidi que se não achasse nela, era melhor não comprar. Entrei em uma loja afoita olhando para todos os sapatos dispostos. De repente fui abordada por uma voz melosa que dizia: “posso te ajudar, querida”? SIM, ELA ME CHAMOU DE QUERIDA! Piorou o que já era ruim.

Respirei fundo, tentei disfarçar minha impaciência e disse: “Estou com muita pressa e preciso de uma sandália muito, mas muito específica. De modo que se você não tiver e-xa-ta-men-te o que estou procurando, por favor, não me ofereça. Ok”?

Certamente ela pensou que sou uma grossa… E continuei: “Calço 38. Preciso de uma sandália com salto Anabela de cordinha e em tom cru. Você tem e-xa-ta-men-te isso”? Falei claramente.

Ela sorriu e subiu para o depósito. Depois de eternos minutos, voltou com uma caixa na mão e perguntou: “Pode ser no tamanho 37”?

 

Próximo

Paixão com limite

4 Comentários

  1. Adriana

    Oi Denise…muito legal…me identifiquei muito…pior quando penso em quantos pares de botas eu desci do maleiro essa semana…bjs

  2. Adorei, inclusive o suspense e o final. Continue.

Deixe uma resposta para mulhertempo.com.br Cancelar resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Gostou do Blog? Compartilhe!