Mulher Tempo

Precisamos de um dia com mais que 24 horas.

Por que homens perguntam tanto?

Sou fascinada por mistérios. Coisas que a ciência não explica. Ela é assim, porque é. Acho que sonho em um dia desvendar um mistério, ficar famosa, milionária. Dizem que é da ideia mais simples que você percebe um gênio… E se eu descobrisse por que homens perguntam tanto?

Para toda pesquisa você precisa de hipóteses, formulei algumas.

RisotoBacalhar_MulherTempoEles perguntam por que não querem decidir coisas triviais, afinal a cabeça “deles” já decidiu muitas coisas ao longo da semana. Pois bem, eu e meu marido decidimos fazer um risoto juntos no domingo. Dividimos as tarefas. Eu fiquei responsável por inventar o sabor e preparar. Ele, pelo preparo do caldo, ralar o queijo e picar a cebola. Nós fazemos risoto juntos há oito anos. Nenhuma novidade. Ele pegou uma panela grande e perguntou: “quanto ponho de água”?  Falei para ele fazer três litros. “Quantos tabletes de caldo”? Respondi que um bastava porque acertaria o sal depois, se necessário. “Deixa ferver”?  Disse que não precisava, mas seria importante que o tablete estivesse todo diluído. Ele me deu cinco minutos de paz e continuou: “Qual ralador uso para o queijo”? Nessa hora eu já estava impaciente, por isso, minha resposta foi mais rígida. “Qualquer um, desde que rale. O queijo derrete!”.  Em seguida: “Onde você quer que eu ponha o queijo ralado”? Disse para ele que era para por onde quisesse (sim, eu me controlei!). Ele percebeu que eu estava incomodada e deu um tempo. Mas não durou muito. Pegou a cebola e a tábua e perguntou: “De que jeito você quer que eu corte a cebola”? Oras, para uma pessoa que já cansou de fazer risoto comigo, ele perguntou muito!

Eles também perguntam por que querem te irritar tendo que responder às perguntas mais estapafúrdias, aí você desiste, vai lá e faz você mesmo. Meu marido é um cara muito inteligente, mas para coisas domésticas ele sempre pede orientação. Tudo que eu peço ele faz, sem cara feia e sem bufar. Em contrapartida pergunta. Isso me irrita e ele sempre se supera. Temos crianças pequenas em casa, logo meu armário de remédios é acessível somente para adultos e está no mesmo lugar desde sempre. Um dia nossa filha acordou reclamando de dor de cabeça. Reparei que ela estava quentinha, como eu estava com as mãos ocupadas, pedi para ele pegar um remédio. Ele me perguntou onde ficava, qual era o remédio para dor e também quantas gotas tinha que dar. É óbvio que ele sabe de todas as respostas porque temos três filhos e eles sempre tiveram “dorzinhas”. Bem, respirei fundo e disse que normalmente bastava uma gota por quilo, mas se ele lesse a embalagem veria que eu já havia anotado isso. Ele riu, se desculpou e perguntou: quantos quilos ela pesa?

Finalmente, eles perguntam por que são inseguros e têm medo errar, aí leva bronca da mulher e isso é muito chato. Decidi mudar minha tática. Quando ele começa a perguntar muito, não respondo. Ele pergunta e eu fico muda. São muitos anos casados e acho que já tenho esta liberdade. Ou então eu respondo um sonoro: “não sei, decide”.

Até que eu perguntei para ele: “Sabia que estamos juntos há 15 anos e faz 15 anos que você me faz perguntas”? Então ele disse: “que dia nos casamos mesmo”?

Anteriores

Invasão das sobrancelhas pintadas

Próximo

Nossas filhas têm proteção contra o Funk?

2 Comentários

  1. ana

    Adoreiiiiiiiiiiiiiiiii!!!! Só muda de endereço!!!

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

Gostou do Blog? Compartilhe!